Notícias e Mídias

Voltar

CENTENÁRIO DE NASCIMENTO DE ARNALDO SÜSSEKIND

Data de criação: 10/7/2017 03:00:00

sussekindNeste domingo, dia 9 de julho, foi celebrado o centenário de nascimento de Arnaldo Lopes Süssekind, um dos ícones do Judiciário Trabalhista pela sua inegável contribuição para a formação e solidificação do Direito do Trabalho no país. Neste centenário, todo o seu acervo, formado por mais de cinco mil livros de Direito e Economia, foi cedido ao Tribunal Superior do Trabalho (TST) pelo Instituto Ministro Arnaldo Süssekind de Direito do Trabalho (IMAS) e passa a integrar o Memorial do TST.

Nascido no Rio de janeiro, o jurista - que faleceu em 2012, no mesmo dia do seu nascimento, quando completava 95 anos - teve o seu corpo velado no Centro Cultural do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ), localizado no prédio-sede do Regional fluminense, Fórum que, aliás, recebeu seu nome

MAIS SOBRE ARNALDO SÜSSEKIND

Com apenas 24 anos, Arnaldo Süssekind participou da comissão criada por Getúlio Vargas para a redação da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), em 1942. Além disso, foi ministro do Tribunal Superior do Trabalho de 1965 a 1971; ministro do Trabalho e Previdência Social de abril de 1964 a dezembro de 1965; e atuou como procurador-geral da Justiça do Trabalho, em 1961.

O ministro pertenceu à Academia Brasileira de Letras Jurídicas, à Academia Iberoamericana de Direito do Trabalho e da Seguridade Social, à Academia Luso-Brasileira de Direito do Trabalho e a mais 18 associações culturais e científicas nacionais e estrangeiras, dentre elas a Comissão de Peritos da Organização Internacional do Trabalho (OIT), em Genebra. Destacou-se também pela presidência de diversos conselhos editoriais de periódicos brasileiros.


HOMENAGEM DO TRT/RJ

Em 2008, o TRT/RJ promoveu uma cerimônia para confirmar o nome do seu prédio-sede - já nomeado "Fórum Ministro Arnaldo Süssekind" há décadas -, a qual contou com a presença do jurista. A homenagem, peculiar, obteve uma exceção para a sua realização, em razão da determinação legal que proíbe dar a prédios públicos nomes de pessoas vivas.

sussekind 1
O jurista, no térreo do prédio-sede do Tribunal, no evento de confirmação de seu nome

No evento, onde foi exibida uma foto sua com Getúlio Vargas, o ministro Süssekind revelou a história da fotografia histórica: "Getúlio Vargas (então presidente da República) me chamou ao Palácio Guanabara para me agradecer pelos trabalhos que vinham sendo realizados como assessor do ministro Marcondes Filho, quando da elaboração da CLT. Quando cheguei, pediu para registrar o momento com uma foto", lembrou.

suss
À esquerda, Süssekind se encaminha para descerrar sua foto com Getúlio Vargas; à direita, o ministro contempla a fotografia com a então presidente do Tribunal, desembargadora Doris Castro Neves

 

aic