Boas ideias pelo TRT

Boas ideias pelo TRT

Banner

 

  • Consumo consciente

Diversos países, instituições públicas e privadas, assim como a sociedade em geral, estão cada vez mais conscientes da importância do tema e empenhados em tornar o mundo ambientalmente mais responsável e sustentável.

Com o Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) não é diferente.  No período de 2015 a 2019, o TRT/RJ reduziu o consumo de papel em 57,9%, por exemplo. O número consta dos resultados do Plano de Logística Sustentável (PLS) do Regional fluminense, documento elaborado anualmente pela Coordenadoria de Disseminação da Segurança do Trabalho e de Responsabilidade Socioambiental (CDIS) em parceria com outras secretarias do Tribunal.

Além da implementação do PJe e do sistema eletrônico de processos administrativos, a economia foi resultado também das campanhas de conscientização sobre o uso responsável do produto, realizadas com os servidores e magistrados. A redução no consumo de papel representou ao TRT/RJ, no mesmo período, uma economia de 30% de recursos para os cofres públicos. A mesma conjuntura resultou na diminuição do gasto com a aquisição de suprimentos de impressão (cartuchos de tinta, toners, entre outros) em 58,4%.

Também no período de 2015 a 2019, o consumo de energia elétrica no TRT/RJ foi reduzido em 28,2% (o que representa uma redução de despesas de 9,3%) e o consumo de água diminuiu 9,4%.

Outros números podem ser obtidos no Relatório de Desempenho 2019. Além dos resultados relativos ao último exercício, a publicação apresenta também o consumo do TRT/RJ relativo a água, energia, papel e outros indicadores ano a ano, assim como o balanço do período 2015-2019.

 

  • Descarte adequado de equipamentos eletrônicos e inclusão social

Em julho de 2012, foram criados postos permanentes de arrecadação de resíduos eletrônicos nos prédios da capital e em alguns prédios do interior.

Os itens são encaminhados para a ONG e-lixo. O material em bom estado é destinado a grupos menos favorecidos e o que não é reaproveitado é descartado de forma correta sem prejuízos ao meio ambiente.

 

  •  Contratações sustentáveis

A Coordenadoria de Disseminação da Segurança do Trabalho e de Responsabilidade Socioambiental (CDIS) integra o Fórum Permanente de Contratações Sustentáveis da Justiça do Trabalho, criado pela Resolução CSJT 103/2012, o qual se encarregou, em 2014, da elaboração da atual edição do Guia de Contratações Sustentáveis da Justiça do Trabalho.

 

  •  Qualidade de vida no ambiente de trabalho

O TRT/RJ realiza uma série de ações para aumentar a qualidade de vida no trabalho. Entre as iniciativas destinadas a proporcionar mais integração, qualidade de vida e desenvolvimento cultural para magistrados, servidores e terceirizados, destacam-se o grupo Servidores em Cena e o Clube da Corrida e Caminhada, instituídos formalmente e que contam com o patrocínio e coordenação da Comissão Permanente de Responsabilidade Socioambiental (CPRSA). 

 

  •  Campanhas de doação

O TRT/RJ realiza ao longo de cada ano diversas campanhas de doação como arrecadações de material escolar, agasalhos, mantimentos, entre outras de acordo com a demanda e/ou época do ano. Magistrados, servidores e  jurisdicionados sempre colaboram, deixando suas contribuições nos pontos de coleta.

 

  •  JT de portas abertas

O programa Justiça do Trabalho de Portas Abertas - criado pela Comissão Permanente de Responsabilidade Socioambiental (CPRSA) do TRT/RJ – recebe estudantes de nível médio e universitários com o objetivo de apresentar durante visitas guiadas o funcionamento do Regional Fluminense, aproximando o Judiciário Trabalhista da sociedade. 

 

  •  Sensibilização e capacitação socioambiental

Como parte dos esforços de sensibilização e capacitação, e ainda como ferramenta de disseminação de boas práticas socioambientais, o TRT/RJ realiza uma série de eventos sobre essa temática, visando incentivar a participação individual e coletiva na preservação do meio ambiente e uso sustentável dos recursos naturais e bens públicos e conscientizar sobre a importância da adoção de práticas sustentáveis.