Últimas Notícias

Voltar

Concluído projeto que reforça a segurança do TRT/RJ

Data de criação: 19/1/2023 10:00:00

centro de monitoramentoO Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) concluiu o processo de ampliação e modernização do sistema de monitorameno via Circuito Fechado de TV (CFTV), dispondo agora de vigilância eletrônica em 100% de suas unidades administrativas e judiciárias.

No final do ano passado, foi finalizada a útlima etapa do projeto, com a instalação de câmeras na capital. Para marcar o feito, na terça-feira (17/1), a presidente do TRT/RJ, desembargadora Edith Tourinho, visitou as instalações do Centro de Monitoramento Integrado, localizado no prédio-sede do Regional fluminense, e que realiza o acompanhamento das imagens capturadas na capital. A partir de agora também é possível visualizar os registros feitos por câmeras no interior, ainda que o monitoramento continue a ser efetuado localmente. 

A proposta do monitoramento é imprimir mais agilidade na identificação de roubos e furtos e de possíveis atos de vandalismo e terrorismo, possibilitando uma atuação rápida e preventiva da área de segurança, trazendo mais segurança para jurisdicionados, magistrados e servidores.  

A implementação do CFTV em todo o Regional teve início em outubro de 2021 na região metropolitana, arquivos judiciais, depósitos de materiais e unidades do interior. A Coordenadoria de Polícia Judicial (CPOL) esclarece que, devido à capilaridade do TRT/RJ, o monitoramento das imagens na região metropolitana, arquivos judiciais, depósitos de materiais e unidades do interior é realizado por empresa terceirizada. Nas unidades da capital, o monitoramento é realizado através do centro de controle localizado na Coordenadoria. 

imagem comparativa dos centros de monitoramento

Imagem do Centro de Monitoramento Integrado do TRT/RJ em sua inauguração (2019) e após a modernização (2022)
 

Segundo o gestor da CPOL, Jedaías Ferreira, "o sistema ora implementado coloca o nosso Tribunal em uma posição de destaque em âmbito nacional, pois ele permite identificar, esclarecer e neutralizar ações hostis perpetradas contra os ativos do Poder Judiciário fluminense".  

O projeto encontra-se alinhado ao que estabelecem a Resolução nº 291/2019 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Resolução nº 175/2016 do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) e também ao Plano Estratégico 2021-2026 do TRT/RJ, que estabelece a promoção de ambientes de trabalho seguros e protegidos. 

assinatura SCC