Início do menu.
Início do conteúdo.

Ultimas Notícias

Voltar

ESTAGIÁRIOS DO TRT/RJ APRESENTAM RESULTADOS DE ESTUDOS EM SEMINÁRIO

I Seminário de Iniciação Científica dos Estagiários do TRT da 1ª Região. Na foto, público assiste às apresentações.
Data de criação: 02/12/2019 17:45:00

A Secretaria de Gestão do Conhecimento do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ), em parceria com a Escola de Administração e Capacitação de Servidores (Esacs), realizou nos dias 28 e 29/11 o I Seminário de Iniciação Científica dos Estagiários do TRT da 1ª Região. Nos dois dias, estudantes dos cursos de História, Biblioteconomia, Arquivologia e Design que estagiam ou já estagiaram no TRT/RJ se revezaram na apresentação de projetos de pesquisa que tiveram como objeto o conhecimento adquirido durante o estágio no Tribunal.

Um dos objetivos do evento é fomentar a interação e a troca de experiências entre estagiários oriundos de diferentes cursos e universidades, além de aproximar o público interno e externo do acervo de valor histórico-institucional do Regional fluminense – alguns trabalhos acadêmicos dos estudantes tiveram como objeto de pesquisa processos trabalhistas que integram o acervo histórico da instituição.

O ex-estagiário Éden Pereira – que acaba de passar para o mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro – apresentou sua pesquisa com o tema “Da Justiça Conciliadora à Justiça de Conciliação: a Justiça do Trabalho e o Neoliberalismo (1995-2005)”. Segundo ele, o trabalho foi consequência de uma reflexão que começou a desenvolver a partir do contato com os documentos durante seu estágio no TRT/RJ. Sua pesquisa partiu da análise de 358 processos indexados entre os anos de 1993 e 2007, que o levaram a se debruçar sobre questões relativas às consequências do projeto neoliberal no Brasil e seu impacto sobre a Justiça do Trabalho, bem como sobre a flexibilização dos direitos trabalhistas e o crescimento da economia informal.

O ex-estagiário Reynaldo Pêssoa - que iniciará o curso de doutorado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro - apresentou o trabalho “As Fontes Judiciais e a escrita da História”, fruto da sua dissertação de mestrado.

Outra pesquisa apresentada foi a de Bruno Machado, estudante de História, intitulada “O Poder de Alcance da Justiça do Trabalho: Reflexões e Perspectivas Acerca da Terceirização do Trabalho no Brasil (Ano 2000)”. Segundo ele, sua pesquisa analisa situações em que os empregadores submetem seus empregados a condições laborais desfavoráveis visando obter maior margem de lucro, por meio da exploração de sua mão de obra. Bruno defende que essa situação de exploração da mão de obra é pior em casos de terceirização do trabalho.

Estagiários do TRT/RJ apresentando os resultados de suas pesquisas no seminário.
Estagiários do TRT/RJ apresentando os resultados de suas pesquisas no seminário

Já a ex-estagiária Rafaelle Gonçalves, formada em História, expôs a importância do contato com acórdãos e outros tipos de decisões judiciais para a sua formação como historiadora. Segundo ela, a proximidade com a linguagem jurídica permitiu-lhe desenvolver diversas reflexões sobre as relações da política e da sociedade com a Justiça do Trabalho.

Outros temas apresentados no seminário e que guardam estreita relação com a atuação da Justiça do Trabalho foram “Da banalização à problematização: o assédio sexual no trabalho, as leis e as mulheres”, “Pedidos e sentenças: uma pequena análise sobre o trabalho doméstico feminino frente aos processos trabalhistas de Itaguaí e Duque de Caxias” e “Dinâmicas, identidades e lutas: a atuação dos sindicatos nos processos trabalhistas de Duque de Caxias”. Ao todo, foram realizadas 12 apresentações.

Segundo a equipe da Divisão de Acompanhamento de Estágio do TRT/RJ, os feedbacks recebidos dos expositores, dos supervisores de estágio e dos demais participantes foram positivos. "Os estagiários e ex-estagiários destacaram a sensação de valorização gerada pelo espaço democrático concedido para apresentação de seus trabalhos acadêmicos, fruto da experiência vivenciada nas unidades de lotação", afirma Rosa Botelho, chefe da Divisão.

Edna Mendes, servidora da Seção de Gestão de Memorial, unidade responsável pela coordenação dos estagiários de História, acredita que o evento mostrou o potencial de pesquisa e investigação dos estagiários do TRT/RJ, além da importância de preservação documental da instituição como contribuição para a história da Justiça do Trabalho e do Brasil. A servidora também ressaltou a riqueza e diversidade dos temas abordados: “A presença de estagiários de biblioteconomia, por exemplo, mostrou a importância da biblioteca dentro de uma instituição. Assim como a relevância da criatividade, representada pelo estudo da estagiária de web design”.

Assinatura da Assessoria de Imprensa e Comunicação