Início do menu.
Início do conteúdo.

Ultimas Notícias

Voltar

ÓRGÃO ESPECIAL DO TRT/RJ APROVA HOMENAGEM A 48 PERSONALIDADES COM A ORDEM DO MÉRITO

carrrossel orgao especial
Data de criação: 05/9/2019 14:20:00

Em sessão ordinária do Órgão Especial do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ), realizada na manhã desta quinta-feira (5/9) no prédio-sede, foi validada a relação das 48 personalidades a serem agraciadas com a comenda da Ordem do Mérito Judiciário do TRT/RJ em 2019. Em solenidade no dia 8/11, no Palácio Guanabara (bairro das Laranjeiras), serão condecorados cidadãos indicados por terem se destacado por suas atividades em prol da Justiça do Trabalho ou prestado relevantes serviços à cultura jurídica e à Justiça do Trabalho, em especial ao Regional fluminense. A sessão do Órgão Especial foi conduzida pelo presidente do TRT/RJ, desembargador José da Fonseca Martins Junior.

Os cidadãos agraciados com a medalha, em qualquer grau, passam a compor a Ordem do Mérito Judiciário em dois quadros distintos: o ordinário, que possui efetivo limitado e é composto pelos brasileiros natos ou naturalizados; e o especial, que é ilimitado e composto pelas personalidades agraciadas que passarem à inatividade ou concluírem seus mandatos, assim como os homenageados post mortem.

HOMENAGEM À JUÍZA MARIA ELISABETH AYRES, A BISA

Na mesma sessão, foi aprovada uma homenagem à juíza do trabalho Maria Elisabeth Tude Junqueira Ayres, conhecida como Bisa, que faleceu em 1997. Seu nome será dado ao auditório do 10º andar do Fórum da Lavradio, conforme requerimento feito pela Associação dos Juízes do Trabalho (Ajutra). O presidente do TRT/RJ ressaltou que será realizada uma cerimônia para celebrar a afixação de uma placa com o nome da magistrada no local.   

No requerimento feito pela Ajutra consta que a trajetória da magistrada foi marcada “por relevante espírito público e por intensa participação associativa, sendo ela sempre acolhedora com todos os juízes, principalmente aqueles em início de carreira”. Durante a sessão, a homenagem recebeu adesão da Associação de Magistrados da Justiça do Trabalho da 1ª Região (Amatra1).

Maria Elisabeth foi procuradora do estado da Bahia, onde nasceu e prestou concurso para a magistratura do Trabalho. Mudou-se para o Rio de Janeiro em 1980, quando tomou posse como juíza do trabalho substituta . Foi presidente das 25ª e 11ª Juntas de Conciliação e Julgamento (JCJs) da capital e primeira titular da JCJ de Itaguaí. Aposentou-se em março de 1993 e faleceu em 23 de junho de 1997.

 

assessoria de Imprensa